Arquivo do mês: julho 2006

>Não importa o quanto vc seja bom…

>

…Sempre haverá alguém melhor. Segue-se como exemlplo isso aqui: A maior inquietação do artista, além de uma folha branca parada na sua frente, é a imagem de algo que esta na sua cabeça. Aquela coisa que você precisa realizar de qualquer forma. Aquela imagem que precisa saltar para este plano. Então, numa tentativa cruel, Tio Francis (vulgo Flaviano) trocou dois dedinhos de proza me passando uma idéia para sua capa de rações itambé. Minha mente, sempre muito ilustrativa, assimilou tal informação. Transformando mágicamente palavras em imagem.
Algum tempo depois:

BEm bonito hein? Bico de pena com cor digital (referência fotográfica, Pois bem, nunca fiz um cavalo tão bonito.) Todo orgulhoso, fui mostrar para o tio Francis. Como um menino novo querendo mostrar pro tio o desenho que ele fez.

Tio Francis Tooodo orgulhoso me diz: _ Uau. Muito BOM meu menino…. Mas não era isso que eu tinha em mente.
Não tem problema. Pelo menos consegui um desenho novo no protifólio. Cinco minutos se passam SEM a presença do Tio na panela de pressão do studio AMPLO. E de repente ele aparece:
_ Era ISSO que eu estava pensando.
Sacanagens a parte. Tio Francis também fez um equíno somente com aquarela.

Moral da história: Não importa o quanto vc seja o melhor naquilo que vc faz, SEMPRE existe alguém tão bom ou MELHOR do que vc. O que importa é o que vc faz QUANDO encontra essa pessoa.

O que vc faz?

Eu tento supera-las. Sempre procuro usar isso como META.

Rodney, Bolson, Denver, Carol…e agora Tio Francis.

Vou me tornar tão bom ou melhor do que eles um dia.

Isso me motiva. E acredito que serei motivo de orgulho para essas pessoas, pois podem se considerar meus professores.

Agora, aproveitem o resultado :

Anúncios

>Acir

>

Ha! Quanta sutileza. Estou amando Bico de pena….

>Esse é meu.

>

” VAmos lá menino…pouca humildade é bobagem….”

>Hummm…..

>

” Tio Francis…o sr. esta se sentindo bem hoje ? Hum ? Hein? “

>Tio Francis – the Final Cut

>

Tio Francis- The final Cut.
( Depois na hora do almoço que o filha da mãe me fala que teve aula de pintura… vá pra A.P.A!!!)

>O traço de K´balls

>
Pode se dizer muito de uma pessoa pelo traço.

O traço da Carol corre fácil e solto pela folha. Dando origens a imagens cheias de delicadeza e personalidade.
Seu desenho é limpo e claro, transparente como ela só. Esbanja talento no acabamento e na variedade de estilos, que são os mesmos, mas todos diferentes (ela tem dessas contrariedades).

Pode se dizer muito de uma pessoa, pelo seu desenho.

Solta, transparente e criativa. Aceita qualquer caminho que o leve ao seu próprio. E não tem medo de se aventurar. Atitude fala mais do que qualquer outra coisa. Assim que vou me lembrar de Carol.

Pode se dizer TUDO de uma pessoa, pelo sentimento que move sua atitude.

Como vejo Carol?

Voando solta pela corrente da criatividade. Onde quer que ela pouse, será um lugar de sorte.

K´balls Rules.


>Ok…Em fim um começo.

Começo é algo único.

Constantemente infindável na realidade. E agora estou oficialmente começando a caminhar nesse mundo virtual, quando deveria na verdade estar finalizando um desenho no meu pc.

Que tá uma merda diga-se de passagem.

COmo estamos falando de começo, vou colocar um aqui um bem bonito.


Este é o começo de um desenho.

O esboço, bem legal, de uma parte do meu bairro.

Existe aqui um pouco de psicologia dos povos antigos : aquilo que é mais importante, em seu quarteirão, é evidenciado pelo tamanho, e futuramente pela cor tb.

Este é mais um desenho que com certeza não vai terminar como eu o imaginei. Eu sei disso pq são 02:00 AM do dia em que tenho que trabalhar e ainda não o terminei. E também não é um trabalho individual, pelo menos no final não será.

Não vai terminar como eu espero, mas vai terminar de algum jeito. E o resultado….ISSO pode me surpreender.

Ué.

Mas não é aí que esta a magia do “começo”?


>

Muiiito BEm, agora estamos chegando em algum ponto.

Esse sou eu e em breve estarei no lugar certo do meu blog. Apartir daí poderemos iniciar uma verdadeira evolução de posts. E no final, espero ter personalizado essa pagina por completo….bemmm..nem tanto.


>Apanhando

>
Well… Isso vai demorar.


>BEm.

>A primeira terapia que meu diário vai me proporcionar é o medo de Blog. Não consigo entender como eu, que consigo fazer diversos sites, não consigo programar a merda de um blog. Vamos lá.

Primeiro passo: Colocar essa merda pra funcionar do MEU JEITO.